Ponto onde convergem as minhas emoções, postas em verso, ou prosa, degrau onde coloco o que sinto e o que desejo e que poderei, talvez, partilhar com os meus amigos.

Friday, March 02, 2007

EU SEI,NÃO TE CONHEÇO MAS EXISTES




Eu sei, não te conheço mas existes.

por isso os deuses não existem,
a solidão não existe
e apenas me dói a tua ausência
como uma fogueiraou um grito.

Não me perguntes como mas ainda me lembro
quando no outono cresceram no teu peito
duas alegres laranjas que eu apertei nas minhas mão
se perfumaram depois a minha boca.

Eu sei, não digas, deixa-me inventar-te.

é um sonho, juro, são apenas as minhas mãos
sobre a tua nudez
como uma sombra no deserto.

É apenas este rio que me percorre há muito e desagua em ti,
Porque tu és o mar que acolhe os meus destroços.
É apenas uma tristeza inadiável, uma outra maneira de habitares
Em todas as palavras do meu canto.

Tenho construído o teu nome com todas as coisas.
tenho feito amor de muitas maneiras,
docemente,lentamente
desesperadamenteà tua procura,
sempre á tua procura
até me dar conta que estás em mim,
que em mim devo procurar-te,
e tu apenas existes porque eu existo

e eu não estou só contigo
mas é contigo que eu quero ficar só
porque é a ti,a ti que eu amo.

(Joaquim Pessoa)

4 Comments:

Blogger augustoM said...

Joaquim Pessoa um imaginador. Por vezes faz bem à alma imaginarmos o que desejamos.
Um beijo. Augusto

1:25 PM

 
Blogger Cris said...

Sem folego, fiquei sem folego!!

Beijinho
Cris

3:18 PM

 
Anonymous orlando said...

A Cris diz que ficou sem fôlego. Eu fiquei com as batidas cardíacas irregulares. Ainda vais ao meu funeral. jinho

3:23 PM

 
Anonymous Anonymous said...

Sei que já nos cruzamos por aí, na blogosfera. ès o meu espelho, em ti me reflito...
Beijo
Filó

6:31 PM

 

Post a Comment

<< Home

 
<BGSOUND SRC="music.mid" LOOP="INFINITE">