Ponto onde convergem as minhas emoções, postas em verso, ou prosa, degrau onde coloco o que sinto e o que desejo e que poderei, talvez, partilhar com os meus amigos.

Saturday, December 09, 2006


BASTAVA-NOS AMAR...E NÃO BASTAVA

Bastava-nos amar. E não bastava
o mar. E o corpo? O corpo que se enleia?
O vento como um barco: a navegar.
Pelo mar. Por um rio ou uma veia.

Bastava-nos ficar. E não bastava
o mar a querer doer em cada ideia.
Já não bastava olhar. Urgente: amar.
E ficar. E fazermos uma teia.

Respirar. Respirar. Até que o mar
pudesse ser amor em maré cheia.
E bastava. Bastava respirar

a tua pele molhada de sereia.
Bastava, sim, encher o peito de ar.
Fazer amor contigo sobre a areia.


(Joaquim Pessoa)

1 Comments:

Anonymous diabinho said...

Sim, basta-nos, viver, sentir, e parar para amar....

Beijinhos

1:39 PM

 

Post a Comment

<< Home

 
<BGSOUND SRC="music.mid" LOOP="INFINITE">