Ponto onde convergem as minhas emoções, postas em verso, ou prosa, degrau onde coloco o que sinto e o que desejo e que poderei, talvez, partilhar com os meus amigos.

Thursday, March 27, 2008


Na rua nua, nem som
Nem alma quebrada…nada…
Na rua amarga, eu sou…
Sombra, que quebra a luz apagada!

Nem som, nem luz, nem esquina,
Nada se vê…nada se ilumina…
Na rua desnuda…solitária..
Meus passos, ressoam na agonia da vida!

Binda

10 Comments:

Blogger Pepe Luigi said...

Olá Sonhadora,
Gostei de te rever e reler.
Fenomenal poesia cheia de carácter e plena de conflitos.
Gostei muito, muito, muito!

Um beijinho
do Pepe

2:53 AM

 
Anonymous Anonymous said...

Gostei da poesia...bela foto também :)

Bjs...

ass: herdeiradopensamento.blogspot.com

8:45 AM

 
Blogger Vieira Calado said...

Trata-se duma composição poética muito bem construída.
Gostei.
Beijinhos

3:11 PM

 
Blogger As Sombras de Fim do Dia said...

A foto e o texto estão perfeitos um para o outro, lindissimos!

um bj

1:44 AM

 
Blogger © efeneto said...

Primeiro de tudo bom gosto musical. Poema cheio de construção e beleza.
Segundo é sempre um prazer receber amigo/as novos. Voltarei com mais tempo para a ler. Obrigado pela sua visita ao Grito.

Um beijo de amizade.

1:43 PM

 
Blogger Dad said...

Gostei da construção do poema mas o tom é tão triste...

Espero que muito mais sol aqueça os teus dias...

Beijinhos,

4:01 PM

 
Blogger Angel of Light said...

Sonhadora, nesta vida,... neste agora,... devemos, com a nossa Luz, iluminar todos caminhos mais apagados... mesmo aqueles que existem dentro de nós!

Vim aqui parar não por obra do acaso... e gostei muito do teu blog.

Voltarei mais vezes para te deixar um pouco da minha luz.

Beijinhos cheios de Amor, Paz e Luz!

2:01 AM

 
Blogger Keidy Lee Jones said...

Lindo o poema,
Desculpe a invasão,

Abraço!

9:23 AM

 
Blogger jorge@ntunes said...

tambem gostei deste teu lugar de sonho :)

kiss

12:13 PM

 
Blogger © efeneto said...

Aquele pequeno quadro a óleo
que na rua vi pintar
colheu-me a atenção.
A beleza figurativa do tema,
a delicadeza da autora.
O dinheiro é pouco
estamos no fim do mês.
Com esforço compro-o.
Nele diz:
Amigo/a BOM FIM DE SEMANA

6:47 AM

 

Post a Comment

<< Home

 
<BGSOUND SRC="music.mid" LOOP="INFINITE">